Artigos sobre Consumir linhaça em excesso faz mal

Há limite diário para consumir a semente de linhaça?

Todo vegetal, principalmente as sementes, contém substâncias de defesa para preservarem a integridade da semente até sua germinação. Tais substâncias são chamadas de antinutricionais e são nocivas quando existir exagero no consumo. Por este motivo não se deve consumir qualquer semente em excesso, principalmente se não for previamente germinada, seja castanha do Pará, gergelim, amendoim ou linhaça.

Para quem ainda não sabe, a germinação consiste no seguinte processo:

  1. Hidratação: Deixar de molho na água em torno de 8h.
  2. Lavagem: Depois das 8h de molho, escorrer a água, lavar os grãos de 1 a 3 vezes ao dia.
  3. Germinação: Quando o bico do grão estiver saindo da casca, ele já pode ser consumido.
Mas devemos tomar nota dos limites de consumo da linhaça.  Para adultos o consumo máximo é de 2 colheres de sopa/dia. Para crianças até 12 anos é de 1 colher de sobremesa/dia. Sementes são alimentos de energia concentrada, jamais devem ser consumidos em quantidade, pois não há absoluta necessidade. Então se você estava planejando aquela dieta concentrada de sementes para emagrecer, desista antes que comece a sentir os efeitos colaterais.
Grãos naturais

A semente e o óleo de linhaça estão ficando cada vez mais populares nas receitas e dietas de emagrecimento. Mas tome cuidado: o uso desregrado pode causar problemas de saúde mais incômodos que as gordurinhas a mais. (Fonte: aboadieta.blogspot.com.br)

Mas como fugir dessa armadilha e evitar qualquer surpresa desagradável no consumo da linhaça?

Primeiramente, jamais compre ou consuma a linhaça pré-moída, também chamada de farinha de linhaça, pois certamente estará em algum grau oxidada. Quanto mais oxidada maior a chance de forte flatulência, enxaqueca e diarréia. Esta farinha também pode ser uma fraude, sendo proveniente do subproduto da extração do óleo, ou seja, uma farinha desengordurada (sem ômega 3).

O certo é consumir a semente de linhaça crua, integral, geminada e triturada somente na hora do seu consumo.

A linhaça obtém uma consistência de gel após sua germinação. Este é denominado mucilagem, que são as fibras hidrossolúveis da semente de linhaça. Nele serão encontrados traços de ácido fítico, que tem efeito antioxidante. Se você deseja  consumir mais de 2 colheres de sopa por dia, recomendamos que peneire e lave a semente germinada para extrair parte do ácido. Este consumo é ideal para tratar/prevenir problemas de digestão, úlceras e constipação.

Não misture a linhaça crua e germinada com alimentos cozidos ou leite animal. Consuma a linhaça crua e germinada somente com alimentos crus. Se misturada com alimentos cozidos ou industrializados certamente desencadeará gases. Um bom exemplo são receitas divulgadas, na net e revistas, que misturam a linhaça com leite ou iogurte animal.

Lembre-se de que mesmo os alimentos mais saudáveis tem limitações. Até as vitaminas, que tanto fazem parte de nossa nutrição básica, podem ser tóxicas se mal administradas. É muito importante que os interessados em melhorar sua saúde através da alimentação buscar a voz de um profissional ao preparar sua dieta diária. Blogs, revistas especializadas, livros, com certeza são boas fontes de conhecimento para melhorar sua compreensão dos efeitos em seu organismo. Mas só um especialista saberá de suas necessidades, de acordo com sua rotina.

Quer saber mais sobre linhaça? Pesquise aqui!