Artigos sobre Semente de linhaça

Como armazenar grãos e sementes de linhaça

Sementes e grãos são delicados para o armazenamento, pois podem estragar com muita facilidade. Para te ajudar a melhor armazená-los, segue abaixo algumas instruções bem úteis:

  1. Compre os grãos e sementes mais frescos possíveis: devido a alta quantidade de óleo, ambos podem ter seu gosto prejudicado rapidamente. teste antes de comprar e verifique o gosto para saber o frescor do produto.
  2. Compre a granel: a compra em lojas especializadas a granel ou diretamente de vendedores nas fazendas garantem que a procedência do produto é o mais fresca possível. Mas, de novo, teste antes de comprar.
  3. Não coma sementes e grãos rançosos: você pode ficar bem doente. Se você comprou as sementes ou armazenou de forma inapropriada e o gosto está estranho, volte para a loja e troque ou jogue fora as que você armazenou.
  4. Compre sementes e grãos crus: o aquecimento ou a adição de sal aceleram o processo de decomposição. Portanto, prefira sempre as sementes e grãos nus e crus.
  5. Armazene as sementes em lugares gelados: a geladeira, em potes de vidro bem fechados ou outros tipos de potes são perfeitos para o armazenamento. Caso não vá usar por mais de um mês o produto, você pode colocar no freezer por até 3 meses.
  6. Mergulhe-os em água: os grãos e sementes são secos para estender seu tempo útil na prateleira. Encharque-os antes de comer para deixá-los macios e mais fáceis de digerir. Mas não os armazene desta forma, ou estará acelerando o desgaste dos vegetais.
  7. Molhe os produtos que forem para o congelador: a única exceção para o armazenamento molhado é para as sementes e grãos que vão para o freezer. O tempo de molho na água vai depender do tipo de grão ou semente, podendo durar até 24 horas antes de ir para o congelador.
  8. Apenas molhe o que for consumir: caso exagere um pouco, seque o excesso, cubra e coloque de volta na geladeira.
  9. Torre as sementes: um leve aquecimento no fogão em uma frigideira vai deixar as sementes e grãos com um gostinho muito bom para consumo, além de descongelar o produto mais rápido.
Melhor forma de armazenar grãos e sementes

Procure por recipientes que sejam selados a vácuo para armazenar seus grãos e sementes, evitando a contaminação e a aceleração do processo de composição do seu alimento saudável. (Foto: wholefoodsmarket.com)

O ideal é que novas sementes e grãos sejam comprados semanalmente. Mas como sabemos que esta não é a realidade para maioria de nossos leitores, vamos providenciar as melhores formas de armazenamento para que você tirem o maior proveito da alimentação saudável e nutritiva que o consumo de sementes propicia.

Há limite diário para consumir a semente de linhaça?

Todo vegetal, principalmente as sementes, contém substâncias de defesa para preservarem a integridade da semente até sua germinação. Tais substâncias são chamadas de antinutricionais e são nocivas quando existir exagero no consumo. Por este motivo não se deve consumir qualquer semente em excesso, principalmente se não for previamente germinada, seja castanha do Pará, gergelim, amendoim ou linhaça.

Para quem ainda não sabe, a germinação consiste no seguinte processo:

  1. Hidratação: Deixar de molho na água em torno de 8h.
  2. Lavagem: Depois das 8h de molho, escorrer a água, lavar os grãos de 1 a 3 vezes ao dia.
  3. Germinação: Quando o bico do grão estiver saindo da casca, ele já pode ser consumido.
Mas devemos tomar nota dos limites de consumo da linhaça.  Para adultos o consumo máximo é de 2 colheres de sopa/dia. Para crianças até 12 anos é de 1 colher de sobremesa/dia. Sementes são alimentos de energia concentrada, jamais devem ser consumidos em quantidade, pois não há absoluta necessidade. Então se você estava planejando aquela dieta concentrada de sementes para emagrecer, desista antes que comece a sentir os efeitos colaterais.
Grãos naturais

A semente e o óleo de linhaça estão ficando cada vez mais populares nas receitas e dietas de emagrecimento. Mas tome cuidado: o uso desregrado pode causar problemas de saúde mais incômodos que as gordurinhas a mais. (Fonte: aboadieta.blogspot.com.br)

Mas como fugir dessa armadilha e evitar qualquer surpresa desagradável no consumo da linhaça?

Primeiramente, jamais compre ou consuma a linhaça pré-moída, também chamada de farinha de linhaça, pois certamente estará em algum grau oxidada. Quanto mais oxidada maior a chance de forte flatulência, enxaqueca e diarréia. Esta farinha também pode ser uma fraude, sendo proveniente do subproduto da extração do óleo, ou seja, uma farinha desengordurada (sem ômega 3).

O certo é consumir a semente de linhaça crua, integral, geminada e triturada somente na hora do seu consumo.

A linhaça obtém uma consistência de gel após sua germinação. Este é denominado mucilagem, que são as fibras hidrossolúveis da semente de linhaça. Nele serão encontrados traços de ácido fítico, que tem efeito antioxidante. Se você deseja  consumir mais de 2 colheres de sopa por dia, recomendamos que peneire e lave a semente germinada para extrair parte do ácido. Este consumo é ideal para tratar/prevenir problemas de digestão, úlceras e constipação.

Não misture a linhaça crua e germinada com alimentos cozidos ou leite animal. Consuma a linhaça crua e germinada somente com alimentos crus. Se misturada com alimentos cozidos ou industrializados certamente desencadeará gases. Um bom exemplo são receitas divulgadas, na net e revistas, que misturam a linhaça com leite ou iogurte animal.

Lembre-se de que mesmo os alimentos mais saudáveis tem limitações. Até as vitaminas, que tanto fazem parte de nossa nutrição básica, podem ser tóxicas se mal administradas. É muito importante que os interessados em melhorar sua saúde através da alimentação buscar a voz de um profissional ao preparar sua dieta diária. Blogs, revistas especializadas, livros, com certeza são boas fontes de conhecimento para melhorar sua compreensão dos efeitos em seu organismo. Mas só um especialista saberá de suas necessidades, de acordo com sua rotina.

O óleo da linhaça é tão bom quanto a semente?

Uma das principais dúvidas de quem quer consumir a linhaça para melhorar a saúde é em relação à melhor apresentação da linhaça para o consumo. Há várias maneiras de se consumir a semente de linhaça e cada uma tem um objetivo diferente.

Há quem não goste de ver a semente no meio do alimento. Outros não acham bom ingerir o óleo e há ainda aqueles que não tem paciência para preparar a linhaça nos alimentos, e prefere maneiras mais práticas.

A duvida de uma leitora levou à escrita deste artigo.

Consumir o óleao de linhaça é tão bom quanto consumir a semente? A resposta é não! De acordo com a química Conceição Trucon, autora do site Doce Limão, o óleo de linhaça perde a sinergia de sua composição integral quando é separado de outros componentes da semente.

Óleo de semente de linhaça

Óleo de linhaça. Foto: camisinwonderland.com.br

O óleo de linhaça que é em geral vendido em forma de cápsulas age como um forte antiinflamatório, mas com este objetivo deve ser consumido apenas com indicação médica, especialmente quando a necessidade de ingerir o nutriente ômega-3 é bem maior.

Outra utilização pouco citada do óleo da linhaça é em forma de cosmético, para tratamento externo da pele e couro cabeludo. Dependendo de como é utilizado tem valor também para melhora das articulações.

E você? Já sabia destas outras aplicações do óleo da linhaça? Como você costuma consumir a semante de linhaça no seu dia a dia? Tem notado alguma diferença na sua saúde? Por favor compartilhe o resultado conosco!

Duas receitas de linhaça e aveia: Panqueca e pão

Os benefícios do uso da linhaça na alimentação diária são muitos. E aqui mesmo nesse site você já teve a oportunidade de se inteirar de vários deles. Para complementar, é ainda um alimento que pode ser muito gostoso  nas receitas que se utiliza dele. Ou seja, não é o famoso ‘comer porque faz bem à saúde’, mas sim a junção exata de prazer e bem estar cotidiano do corpo e da alma.

Uma das melhores combinações que se pode fazer com a linhaça é combiná-la junto com a aveia, outro alimento riquíssimo em fibra que pode auxiliá-lo no seu dia a dia e na regulagem do seu aparelho digestivo. Dentre todas as opções de receitas que unem a linhaça e a aveia, fizemos a escolha por duas receitas especiais, que além de tudo combinam com um delicioso paladar àqueles que forem prová-las.

Outro quesito pensado na escolha das receitas foi a praticidade e comum gosto de todos. Afinal, são poucas as pessoas que rejeitam um pão quentinho vindo da padaria de manhã ou uma saborosa panqueca! Ainda mais se for com linhaça, e a indispensável aveia. Para a primeira receita, de panqueca feita com aveia e linhaça são necessários os seguintes ingredientes: 200 ml de leite; 1 ovo; 1 colher (sobremesa) de óleo; 1 colher (café) de fermento; 3 colheres (sopa) de farinha de trigo; 2 colheres (sopa) de aveia em flocos finos ou em farelo; 1 colher (sopa) de linhaça; 1 colher (sopa) de queijo ralado; e sal a gosto.

Dicas para o café da manhã

Panqueca com linhaça e aveia

Dicas gastronômicas saudáveis

Pão com semente de linhaça e aveia

Imagens: Receitinhas da Bia. Blogspot

Para rechear a panqueca, são sugeridas 4 opções que contemplam diferentes preferências gastronômicas: carne moída refogada com requeijão em bisnaga; tomate seco com mussarela (batidos em liquidificador para se transformarem em uma massa); espinafre com ricota; ou quatro queijos. O processo de preparo é simples. Deve-se primeiramente bater todos os ingredientes no liquidificador ou no mix. Em seguida, aqueça a frigideira e coloque a massa, para que fique bem espalhada e fina. O último passo é virar e fritar do outro lado até que a panqueca desgrude da frigideira.

Uma dica, antes de colocar a massa na frigideira, é interessante sempre mexer bem o vasilhame para que a aveia não relegue-se ao fundo. Agora é só degustar a receita com prazer e sem culpa!

Já a receita do pão com semente de linhaça e aveia faz uso dos seguintes ingredientes: 1 envelope de fermento biológico; 1 xícara de chá de açúcar; 2 xícaras de chá de leite morno; 2 ovos; 1 xícara de chá de óleo; 2 colheres de chá de sal; 1 kg de farinha de trigo; 3 colheres de sopa de semente de linhaça; e 3 colheres de sopa de aveia em flocos.

Para preparar a receita, o primeiro passo é peneirar bem o açúcar, a farinha de trigo, sal em uma tigela e acrescentar a semente de linhaça e a aveia. Em seguida, reserve a mistura. Logo na sequência coloque no liquidificador os ovos, leite, fermento biológico e óleo. Junte esta mistura aos outros ingredientes secos e mexa-os todos com a colher. Não precisa amassar. Por fim, você deve misturar bem e despejar tudo em formas de bolo inglês untadas e enfarinhadas, para deixar crescer por cerca de 30 minutos.

Os últimos passos são levar ao forno para assar após o tempo de espera determinado e, claro, aproveitar a delícia feita! O rendimento é de em média 4 pequenas formas de bolo inglês.

O vídeo abaixo é de uma receita de bolo de banana com linhaça, para complementar o artigo com mais uma receita interessante.

De qual das receitas você mais gostou? Deixe sua opinião!

 

Livro: A importância da linhaça na saúde

A linhaça tem propriedades nutricionais dificilmente encontradas em outros alimentos. Além disso você pode consumir a linhaça de várias maneiras, o que facilita a inclusão da linhaça em várias receitas, facilitando a criação de dietas que incluem a semente de linhaça.

Há muita informação na internet sobre a semente de linhaça mas nem sempre estamos em frente ao computador no momento de preparar uma receita ou incluir a linhaça numa refeição. Além disso há momentos que queremos relaxar e ler um livro, ao invés de ficar na internet. Há um livro que fala estritamente a respeito da dieta da linhaça e dos benefícios da linhaça para a saúde humana. O livro se chama “A importância da linhaça na saúde” e pode ser comprado por menos de 10 reais aqui. Basta você fazer o seu cadastro no Mercado Livre antes de fazer a compra. Leia o artigo sobre como se cadastrar no Mercado Livre caso você tenha dúvidas. O cadastro no Mercado Livre é gratuito e quanto antes você fizer melhor!

O livro foi escrito por Conceição Trucom, Bacharel em Química pele UFRJ que trabalhou por 24 anos na área de ciência aplicada com projetos em Química Orgânica, Inorgânica e Bioquímica. Conceição participa desde 1995 de cursos de formação em técnicas de alimentação natural, meditação, e estudos sobre o poder da mente.

Pela descrição acima dá pra ver que a autora é realmente muito qualificada. Ela escreveu também outros livros relacionados à alimentação natural como “O poder de cura do limão” e também outro livro com o título “Alimentação desintoxicante”. Todos eles podem ser encontrados facilmente no Mercado Livre, novos ou usados a preços realmente convidativos. Talvez valha a pena comprar todos eles juntos para economizar ainda mais no frete.

Abaixo você pode ver a capa de cada um dos livros, sendo o primeiro sobre a importância da semente linhaça da saúde:

Livro - A importância da Linhaça na saúde

A importância da linhaça na saúde

 

Este outro livro, da mesma autora fala sobre o poder de cura do limão.

O poder de cura do Limão

Livro Conceição Trucom - O poder de cura do limão

E este outro é ainda mais abrangente e fala sobre alimentação desintoxicante:

Alimentação Desintoxicante

Alimentação desintoxicante - Conceição Trucom

São excelentes livros para ler e presentear, aproveitando que todo mundo promete entrar em uma dieta logo após as festas de ano novo!

Preço da linhaça – cápsulas, óleo, farinha, semente!

Os produtos feitos de linhaça e a linhaça em suas variadas formas têm se tornado cada vez mais populares entre as pessoas. Um causa disso, ou talvez a consequência, é que a linhaça tem estado cada vez mais presente no comércio, chegando às prateleiras dos supermercados e mercearias, e não mais somente restritas ao nicho das lojas de produtos naturais. No interior do Brasil talvez seja um pouco mais difícil encontrá-la, mas nas capitais do país ela pode ser comprada nos principais supermercados, pelo menos na forma da semente e de farinha. Você as encontra nas prateleiras de produtos naturais, cereais ou dietéticos. As cápsulas de óleo de linhaça podem ser encontradas em farmácias, de preferência farmácias de manipulação e homeopatia.

Pelo fato de ter se tornado mais popular, o preço da linhaça caiu de alguns anos pra cá. Vejamos a média de preço da semente de linhaça, da farinha de linhaça e do óleo de linhaça.

  • A semente de linhaça varia o preço de acordo com o tipo da semente, se ela é a dourada ou a marrom. A linhaça marrom custa em média R$7,00 o quilo, em lojas a granel, o que sempre é mais barato. Em supermercados encontramos geralmente pacotes de 200 gramas, que custam em média R$3,00. A linhaça dourada é mais cara pois é importada do Canadá, além de ter o gosto mais suave e a estrutura mais digerível. Seu preço a granel por quilo custa em média R$10,00, e o preço de supermercado para um pacote de 200 gramas é em média R$5,00.

    Quanto custa semente de linhaça

    Preço da semente de linhaça

  • A farinha de linhaça também varia de acordo com o tipo de semente, se é a marrom ou a dourada. O preço da farinha de linhaça marrom comprada por quilo a granel gira em torno de R$8,00. A linhaça dourada, sob as mesmas condições, custa R$12,00. Pacotes em supermercado de 200 gramas custam em média R$7,00 para a farinha de linhaça marrom, e R$9,00 para a farinha de linhaça dourada. Se você também quiser fazer a farinha de linhaça em casa, isso é possível a partir da trituração da semente.
Quanto custa farinha de linhaça

Preço da farinha de linhaça

  • O óleo de linhaça é consumido na forma de cápsulas, e o seu preço varia de acordo com a quantidade vendida. Um vidro com 30 cápsulas custa em média R$30,00. Com 60 cápsulas varia de R$50,00 a R$60,00.
Quanto custa óleo de linhaça

Preço de cápsulas de óleo de linhaça

Após ter se informado sobre os preços, que tal comprar os ingredientes e fazer várias receitas gostosas com linhaça?

A linhaça na nutrição vegetariana

Se para os carnívoros a linhaça é um alimento de muita serventia nutricional, para os vegetarianos a linhaça é um alimento mágico, com uma capacidade enorme de suprir os nutrientes faltosos da alimentação vegetariana. Os ácidos graxos ômega 3, presentes principalmente em peixes, são os nutrientes que os vegetarianos não conseguem facilmente suprir. A linhaça é um desses poucos alimentos que contam com o ômega 3 e ômega 6 em abundância, sendo a principal fonte desses ácidos graxos para os vegetarianos. Um estudo feito com vegetarianos na Austrália partiu de indivíduos com baixo índice de ômega 3 no sangue, e após 28 dias de consumo diário de linhaça constatou-se que o nível havia aumentado, um resultado diretamente obtido pela linhaça.

Linhaça e vegetarianismo

Consumo da linhaça por vegetarianos

Os vegetarianos e principalmente os veganos devem, no entanto, ingerir o dobro do ômega 3 em relação aos não vegetarianos para que o nutriente seja de fato absorvido na quantidade necessária para o organismo. 3 gramas ao dia é a quantidade recomendada, e pode ser obtida de acordo com a seguinte medida:

  • 1 colher de chá do óleo de linhaça contém em média 2,7 gramas de ômega 3.
  • 1 colher de sopa da semente de linhaça contém em média 2 gramas de ômega 3.
Recomendamos sempre o consumo da linhaça em sua forma de farinha, pois tendo em vista que a casca da semente é dura e resistente, muitos dos nutrientes não são liberados e absorvidos pelo organismo. A semente triturada e em forma de farinha libera os nutrientes latentes e é mais bem aproveitada.
Para os vegetarianos também é recomendado o óleo de linhaça, com concentração de ômega 3 mais alta que o da semente, como pudemos ver acima.
Lembramos que uma alimentação vegetariana deve ser completa e variada. Com muitos legumes, verduras, grãos, sementes e frutas, assim como com suplementos vitamínicos e alimentares. Sendo assim é possível repor todos os nutrientes perdidos pela falta de carne tornar-se ainda mais forte e resistente que muitos carnívoros por aí!

Polpa de linhaça – você conhece?

Você já ouviu falar da polpa de linhaça? Pois é, essa novidade em relação à forma de consumo da linhaça já está ganhando popularidade e aceitação. Confesso que quando ouvi falar de polpa de linhaça pensei nessas polpas de frutas congeladas para fazer suco. Mas não é nada disso. É simplesmente a semente da linhaça em seu estado integral, só que descascada, um procedimento que libera, e muito, as propriedades latentes da semente.

O seu modo de consumo é o mesmo de antes. Pode ser batido em shakes, vitaminas, sopas, etc. Pode ser incorporado na receita de pães e bolos, no feijão e muitos outros alimentos. Estudos e experiências atestam que a polpa da linhaça é muito mais potente no combate à obesidade e emagrecimento, muito mais que a farinha de linhaça e a semente bruta de linhaça, pois ela conserva a parte oleosa que é perdida na farinha, a responsável por ajudar a inibir o apetite, conferindo sensação de saciedade. Além disso torna possível o acesso aos nutrientes mais do que a semente com casca. As fibras são mantidas intactas, e segundo nutricionistas, 99% dos nutrientes da linhaça são aproveitados na polpa de linhaça.

Comprar polpa de linhaça

Polpa de linhaça para emagrecer

A medida para o consumo de polpa de linhaça é a mesma recomendada nos outros casos: no máximo duas colheres de sopa por dia. Para não oxidar os ácidos graxos (ômega 3 e ômega 6, presentes em abundância na linhaça) a polpa de linhaça deve ser guardada em um pote escuro dentro da geladeira, longe de luminosidade.

A polpa de linhaça somente é encontrada em sua forma industrializada, pois descascar sementinha por sementinha seria humanamente impossível! A questão é que o preço é quase seis vezes mais que o da semente comum. 300 g da polpa de linhaça da marca Nutrigold custa em média 20 reais. Fica a critério do consumidor, que medirá a relação custo/benefício, e que a nossos olhos parece bem interessante.

Linhaça na gravidez – Pode?

Durante a gravidez a ingestão de linhaça pelas mulheres é mais do que recomendada. Isso porque ela auxilia bastante na saúde do bebê e da mamãe. Como sabemos, a linhaça é rica em fibras, ômega 3 e ômega 6, importantes antioxidantes que combatem os radicais livres e o envelhecimento das células. As fibras da linhaça auxiliarão as grávidas que sofrem de prisão de ventre, problema comum nos 9 meses de gravidez. Outro benefício para a grávida é o controle do peso. As grávidas não devem engordar mais do que 12 quilos, pois do contrário isso atrapalha a saúde da mulher e do bebê. As fibras dietéticas da linhaça auxiliam no controle à obesidade e diminuem  o apetite exagerado. Além disso, a linhaça ajuda a prevenir a diabetes gestacional, muito comum durante a gestação, e também a retenção de líquidos que deixa muitas grávidas inchadas. O reforço da imunidade, que é um fator importante durante a gravidez, é realizado pelo consumo da linhaça, que ajuda a impedir que a grávida fique sujeita à infecções, vírus e bactérias.

Linhaça para gestantes

Posso consumir linhaça na gravidez ?

Com relação à saúde do bebê, suas propriedades auxiliarão na formação da retina e do cérebro do bebê. Uma mãe que consome linhaça na gravidez e durante a amamentação contribui para o bom desenvolvimento cerebral da criança, sua futura capacidade de aprendizado e memorização.

A linhaça a ser consumida pelas grávidas deve ser sempre a linhaça dourada, mais suave e livre de agrotóxicos que podem prejudicar o bebê. Além disso NÃO deve ser consumido o óleo de linhaça, pois estudos estão associando seu consumo à ocorrência de partos prematuros. Para ser benéfico, o seu consumo deve ser somente na forma de farinha de linhaça, de 1 a 2 colheres de sopa por dia, não mais do que isso, pois do contrário poderá haver efeitos colaterais. A linhaça pode ser misturada à vários outros alimentos, como sopas, sucos e iogurtes. É sempre importante que as grávidas comuniquem a seus médicos mudanças na alimentação. Ouça também o que ele tem a dizer sobre o consumo da linhaça na gravidez e siga suas recomendações.

Linhaça em pó emagrece?

Já está mais que comprovado cientificamente e pela experiência das pessoas que utilizam, que a linhaça é um importante alimento no combate à obesidade. A linhaça pode ser consumida de diferentes maneiras, em cápsulas contendo óleo de linhaça, na forma de sementes e na forma de farinha, que é a semente triturada em um liquidificador até ficar em partezinhas menores. Estudos dizem que a melhor forma de consumo da linhaça é a semente triturada, mas não em forma de pó. Triturando a semente suas propriedades latentes são liberadas, o que não acontece com a semente inteira, pois esta possui uma casca de difícil digestão e acesso aos nutrientes.

Farinha de linhaça

Melhor forma de consumo da linhaça

A linhaça transformada em pó, que é um momento posterior à trituração, e que pode ser feito somente batendo um pouco mais no liquidificador ou processador, acarreta na perda de suas fibras, importante componente da boa saúde do intestino e auxílio ao emagrecimento. As fibras da linhaça são dietéticas, 5 vezes mais potentes que as fibras da aveia, e sem elas o emagrecimento almejado pode não ser totalmente conseguido. É claro que a  linhaça em pó continua contendo as várias outras propriedades da linhaça, como o ômega 3 e o ômega 6, que auxiliam em uma infinidade de processos restauradores. Mas são de fato as fibras da linhaça que contém propriedades inibidoras do apetite e reduzem drasticamente a ingestão de alimentos.

Uma mistura diária de 2 colheres de sopa de farinha de linhaça nos alimentos, como sopas, vitaminas e iogurtes, já é capaz de realizar essa diminuição do apetite, impedindo as famosas “beliscadinhas” entre uma refeição e outra, e mesmo a quantidade dos alimentos nas refeições. A queda do peso é significativa, assim como o colesterol ruim, conhecido com LDL.

Para fazer uma boa conservação da linhaça triturada, após a sua trituração em um liquidificador ou processador guarde-a em uma vasilha fora do alcance da luz, de preferência em um refrigerador.

Quer saber mais sobre linhaça? Pesquise aqui!