O ômega 3 é importante para uma vida mais saudável. Isso todo mundo já sabe. Mas por que?

Estes ácidos graxos tem várias funções em seu corpo, mas são melhores conhecidos por ajudar no funcionamento do cérebro e do coração, prevenindo arritmias cardíacas e inflamações em veias e artérias que podem colaborar para bloquear o fluxo sanguíneo. Ainda, seu consumo ajuda no desenvolvimento cerebral de bebês antes e depois de seu nascimento, além de diminuir o risco de depressão e doenças relacionadas ao humor.

Ômega 3 e seu coração

Seu consumo ajuda a diminuir a gordura ruim em seu corpo e aumentar a gordura boa (triglicérides e HDL, respectivamente), diminuindo o risco de doenças do coração e diminuindo a pressão arterial. Em dois ou três meses de frequentes refeições com peixe, os níveis de ômega 3 em seu corpo atingirão um nível saudável. Não adianta só comer peixe um dia e esperar bons resultados. Comer ovos também pode ser uma boa opção para conseguir este nutriente.

Nozes e sementes de linhaça contém quantidades boas deste nutriente, mas não são suficientes para conseguir todo o ômega 3 que seu corpo precisa, já que os ácidos graxos presentes em peixes e nos ovos são melhor assimilados por nosso corpo.

Diferentes fontes de ácidos graxos

Nozes, linhaça, ovos, peixes, cápsulas. Várias são as opções para conseguir o ômega 3. A escolha só depende de seu gosto. (Foto: askgeorgie.com)

Ômega 3 e seu cérebro

Tanto na infância quanto na velhice o ômega 3 faz diferença. Estudos sugerem que seu consumo inibe a demência que surge com a idade. Atum, abacates, anchovas e outras fontes podem ser ótimas opções a uma dieta mais saudável e que deixará seu cérebro jovem, diminuindo muito o risco de várias doenças. Alguns estudos sugerem inclusive um certo grau de prevenção ao Alzheimer, mas nada confirmado ainda.

Ômega 3 e as inflamações

Os efeitos anti-inflamatórios do ômega 3 também ajuda no alívio de condições com a artrite reumatoide. Mas mais pesquisas são necessárias. Pequenos estudos foram conduzidos e sugeriram que o ômega 3 alivia dores nas articulações e rigidez muscular que acompanham a artrite reumatoide.

Limites de consumo?

Não há um limite bem definido para seu consumo. Mas como todo consumo de nutrientes, principalmente em se falando de ácidos graxos (gordura) deve ser cauteloso. Uma dieta semanal com boas doses de ômega 3 com alimentos como peixes e ovos e um consumo diário de linhaça e outras sementes são mais do que suficientes para um nível saudável desta substância em seu corpo. Não se esqueça de consumir outras coisas também, atingindo o nível ideal de vitaminas para seu corpo, ok? Sua saúde agradece!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos, dietas ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)