A linhaça é uma boa fonte de ácidos graxos ômega-3, fibras alimentares, e lignanas. Estas, em muitas pesquisas, tem sido associadas a uma menor incidência de câncer nas pessoas que fazem o consumo da linhaça. A semente do linho é encontrada em lojas especializadas e supermercados na forma de semente, óleo, farinha e também, em cápsulas de linhaça. Vale lembrar que as cápsulas nada mais são do que o óleo de linhaça concentrado.

Cápsulas de óleo de linhaça

O óleo é extraído da semente de linho. Ele então é colocado em potes e garrafas escuras, para não iniciar um processo de oxidação e perder suas propriedades saudáveis. Mais recentemente, o óleo de linhaça tem sido envasado no formato de cápsulas concentradas, substituindo suas formas comumente usadas do óleo puro, semente ou farinha de linhaça.

Cápsulas de linhaça e ômega 3

Os ácidos graxos ômega 3, presentes nas cápsulas de linhaça, é um componente importante de quase todas as membranas celulares; Portanto, quantidades suficientes destes ácidos gordos são necessárias e precisam ser equilibrados para manter uma boa saúde. Cada colher de sopa de óleo de linhaça contém 8 gramas de ALA, um ácido graxo poli-insaturado. A cápsula mantém uma quantidade semelhante de ácidos graxos em sua composição, mas em um recipiente menor, é claro.

Linhaça e seu efeito sobre as gorduras no organismo

A linhaça não queima gordura. Ela ajuda a reduzir o consumo de calorias totais no seu dia a dia, o que, consequentemente, reduz o acúmulo de gorduras pelo seu organismo. (Foto: recipes.saladmaster.com)

Cápsula de linhaça elimina gordura?

O óleo de linhaça é benéfico para ajudar a reduzir o colesterol elevado. É importante ter em mente, contudo, que a cápsula de linhaça sozinha não fará milagres na redução dos níveis de colesterol. Uma dieta balanceada deve trabalhar em conjunto com o consumo da linhaça, com o acompanhamento apropriado de um nutricionista.

As fibras da linhaça ajudam o seu organismo a ter uma sensação de saciedade por mais tempo. Isso reduz o consumo de calorias ao longo do dia e, consequentemente, reduz o consumo de gorduras.

O risco de doenças cardíacas é menor em indivíduos que tomam óleo de linhaça. As evidências indicam que aqueles que consomem mais ômega 3 estão menos propensos a sofrer um ataque cardíaco fatal, além de reduzir a pressão arterial elevada.

Como podem ver, a linhaça não elimina a gorduras. Cápsula de linhaça não queima gordura no fígado, na barriga, bumbum, etc. Ela só ajuda a consumir menos calorias e, consequentemente, reduzir a quantidade de gordura acumulada no corpo. Para otimizar a queima de gordura, você precisa de uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos.

Benefícios da cápsula de linhaça

O óleo de linhaça, no geral, tem mostrado fortes indícios de certos benefícios para a saúde, como descritos abaixo:

Redução no risco de câncer

Ajuda no crescimento do cabelos e unhas saudáveis

Promoção da pele saudável

Redução nos sintomas da menopausa

Ajuda na redução de gordura corporal

Secura nos olhos

Como consumir o óleo de linhaça?

A cápsula é uma boa forma de consumo, apesar que quanto mais “fresco” o óleo, melhor. Guarde sempre a linhaça na geladeira, em um pote fechado. Converse com seu médico e nutricionista antes de consumir a linhaça, principalmente se você já tem alguma condição de saúde ou estiver tomando algum tipo de medicamento. A linhaça podem diminuir a taxa de seu corpo absorve medicamentos orais ou outros nutrientes, se tomados ao mesmo tempo.

Duas a quatro colheres de sopa de óleo de linhaça ou linhaça pura são quantidades ideais de linhaça em uma dieta. Duas cápsulas de óleo de linhaça são uma boa recomendação, mas seu nutricionista ou médico podem dar uma informação mais exata, orientando melhor sobre a quantidade correta para sua dieta e estilo de vida.

O óleo de linhaça faz parte da sua dieta? Como você consome?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos, dietas ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)