Segundo especialistas, a linhaça é rica em nutrientes, e ajuda no combate desde problemas cardíacos até a prevenção o câncer. Porém  estes benefícios podem ser prejudicados por fungos presentes em alguns tipos de linhaça que estão sendo comercializados por aí. E isso é bem preocupante.

Linhaça com fungo

Em uma análise de laboratório com 58 amostras de linhaça vendidas na cidade de Belo Horizonte, realizada pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), entre outubro de 2008 a outubro de 2009, foi demostrado que 64% delas apresentaram contaminação por fungos. Foram feitas análises microbiológicas e microscópicas em cada uma das amostras, buscando o rigor científico necessário para a análise da linhaça.

Problemas com fungos na linhaça

A linhaça contaminada com fungos pode ter suas propriedades e benefícios prejudicados, já que o fungo deteriorará os nutrientes da semente. (Foto: mfga.ca)

O fungo e seus efeitos sobre os nutrientes e benefícios da linhaça

A linhaça, ou semente do linho, um grão comestível caracterizado como alimento funcional, sendo muito utilizada no combate e prevenção de doenças. Na composição da semente, destacam-se a presença de Ômega 3, a quantidade fibras e lignanas (hormônio natural com propriedades antioxidantes, do qual já falamos em um artigo dedicado ao assunto). Entre os possíveis efeitos positivos da linhaça para o organismo estão a redução de arritmias e da pressão arterial, poderes anti-inflamatórios e antitrombóticos, controle de colesterol, prevenção de câncer e melhora da atividade cerebral.

No entanto, com o resultado das análises, a bióloga e coordenadora da pesquisa, Vanessa Andrea Drummond Morais, alerta de que é preciso ter cuidado na escolha e consumo desse alimento. A coordenadora do estudo relata que, apesar do grande consumo da linhaça e do aumento das publicações com informações a respeito dos benefícios da semente, não há ainda nenhuma legislação para o controle da qualidade da mesma, inclusive da contaminação por fungos. Isso, segundo ela, despertou a atenção dos pesquisadores que propuseram a realização do projeto. Foram então coletadas amostras da linhaça dourada e da linhaça marrom, sementes e farinhas industrializadas e a granel, vendidas em estabelecimentos comerciais de Belo Horizonte. “Nosso objetivo é sempre atuar a favor da saúde pública e orientar o consumidor sobre os procedimentos corretos e produtos mais confiáveis para a saúde” , afirma Vanessa.

“A pesquisa nos permitiu constatar que as amostras da semente de linhaça dourada industrializada apresentaram menor presença de fungos, sendo, portanto, este produto o mais indicado para o consumo. Os testes comprovaram também que, independentemente de a amostra ser industrializada ou artesanal, vendida à granel, ambas apresentaram irregularidades” , afirma a bióloga.

O projeto agora será estendido para todo o estado de Minas Gerais. A Vigilância Sanitária Estadual irá coletar amostras de linhaça comercializa em diversas cidades mineiras e encaminhará para os laboratórios da Funed para análises. O início dessa etapa está prevista para março de 2010. Nós, consumidores, só temos a ganha com isso! E a recomendação que damos é que você escolha uma marca de linhaça que siga nossas dicas para armazenar a linhaça corretamente.

Você já percebeu fungos na linhaça? Já sentiu a linhaça com gosto diferente? Onde você acha que a linhaça foi contaminada?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos, dietas ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)